Inspirado no trabalho realizado pelo Encontro de Jovens Universitários, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, um grupo de colaboradores e estudantes da Unisinos resolveu integrar o projeto Anjos da Madrugada, que distribui comida e material de higiene para moradores de rua e casas de caridade, na cidade de São Leopoldo.

Desenvolvido desde outubro de 2015, o projeto já mapeou em torno de 35 pessoas, que permanecem nas ruas de São Leopoldo, mas que são apoiadas através de gestos de solidariedade e conscientização. Juntamente, além de levar alimento e palavras de motivação aos moradores de rua, o grupo já encaminhou 20 pessoas para internação em clínicas gratuitas da região.

Colaborador da Unisinos e aluno do curso de Logística, Cristian Lottermann destaca a importância da participação no projeto. “É um uma experiência diferente de vida, sobre uma realidade que não conhecemos”, ressalta Lottermann.

Para Tamara da Silva, colaboradora e aluna do curso de Administração da Unisinos, a troca de experiências é o ponto alto dos encontros. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, eles têm muito a nos ensinar, pois são solidários uns com os outros, tiram forças de onde não têm e nos lembram de dar valor às pequenas coisas. Por isso me sinto imensamente feliz e agradecida a Deus por poder participar do Anjos”, diz Tamara.

Estudante do curso de Engenharia de Produção e uma das fundadoras do projeto em São Leopoldo, Deise Sprenger salienta que muito mais do que estender a mão ao próximo, ser solidário envolve o sentimento de caridade e fraternidade. “É necessário levar de comer às pessoas que passam fome, mas o carinho e a palavra alimentam a alma”, conclui Deise.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unisinos

Foto: Divulgação/Unisinos

Mais notícias

Dia Internacional do Migrante: famílias venezuelanas se preparam para viagem amanhã, sábado (19), ao Rio Grande do Sul já com emprego garantido

dezembro 18th, 2020|0 Comments

Celebração pelo Dia Internacional do Migrante coincide com a acolhida de 71 venezuelanos que serão interiorizados com carteira assinada na serra gaúcha  Este 18 de dezembro, Dia Internacional do Migrante, é especial para um grupo de 71 venezuelanos: é o [...]