Refletir sobre as dimensões que compõem a formação integral, aproximando-as da prática educativa foi o principal objetivo da Jornada de Formação do Colégio Anchieta, realizada nos dias 27 e 28 de dezembro.

A atividade acadêmica também foi estendida aos colaboradores administrativos, contou com reflexões em grupo, palestra, oficinas e momentos para compartilhar ideias.

Para o Diretor Acadêmico, Dário Schneider, esse momento dedicado à reflexão irá propiciar uma boa gestão do processo educativo, na medida em que os professores estão preparando seus planejamentos para o próximo ano letivo. “Com essa Jornada, nos colocamos juntos nessa caminhada rumo à formação integral dos nossos alunos, em um clima de gratidão e de expectativas para o futuro”, completou.

A primeira tarefa do dia consistiu na formação de grupos para debater pressupostos e fundamentos da formação integral e quais deles convergiam, para depois fazer um exercício de olhar para o planejamento e trabalho prático de cada um. Após o momento de reflexão, os grupos apresentaram os pontos abordados, compartilhando as ideias com os demais.

No período da tarde, os presentes foram brindados com a apresentação da Banda dos Professores, em um momento de descontração e de motivação para a segunda parte do trabalho. Em seguida, a Doutora em Neurociências, Ana Lúcia Cecconello, abordou As Neurociências auxiliando professores no desafio de educar.

Segundo a palestrante, a ideia é aliar as neurociências à pedagogia a fim de criar estratégias para melhorar o desempenho dos alunos. Para consolidar o aprendizado, ela apresentou algumas sugestões. “Quando se aprende, novas sinapses são formadas, mas para que essas sinapses fiquem mais estáveis, para que a informação seja armazenada, é preciso dormir. Além disso, a repetição do conteúdo, retomando-o de tempos em tempos, é fundamental para esse processo de consolidação”, explicou.

 

Segundo dia da Jornada: oficinas das dimensões

O segundo dia colocou em prática  o conhecimento sobre as três dimensões da formação integral: cognitiva, socioemocional e espiritual-religiosa. A partir de oficinas ministradas nas três áreas pelos Serviços de Orientação Pedagógica, Educacional e Religiosa, Espiritual e de Pastoral, os professores puderam vivenciar de forma mais prática cada uma delas, trocando de estações.

A estação Dimensão Espiritual-Religiosa abordou a importância da espiritualidade no dia a dia. Para introduzir a reflexão, os participantes assistiram a um vídeo sobre a relação entre religião e espiritualidade, com apontamentos do teólogo Leonardo Boff. Depois, partiram para uma Pausa Inaciana para pensar sobre duas questões: como cultivo a minha espiritualidade? Considerando a dimensão espiritual-religiosa, com quais limites me deparo dentro do meu fazer pedagógico?

No Auditório do Prédio B foi montada a estação Dimensão Cognitiva. Nesse espaço, trabalhou-se a partir de um brainstorming, da leitura crítica de textos e da utilização de materiais como vídeos e slides, que abordaram aspectos importantes para o desenvolvimento dessa dimensão.

Os espaços da Educação Infantil serviram para o desenvolvimento do trabalho da estação Dimensão Socioemocional. O trabalho iniciou com um vídeo com testemunhos de colegas contando sobre professores que marcaram sua vida escolar. Depois, alguns professores compartilharam com o grupo sobre sua experiência pessoal de professores que marcaram sua vida. A partir dessas características marcantes, os grupos criaram cartazes e apresentaram aos demais, apontando como deve ser o educador inaciano.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Anchieta

Foto: Divulgação

Mais notícias