O Auditório Central do campus da Unisinos serviu de palco para a 8ª Conferência Municipal de Saúde de São Leopoldo. Em 2015, o tema do encontro – que aconteceu nos dias 1º e 2 de julho – foi “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: direito do povo brasileiro”. O evento teve por objetivos impulsionar os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) e analisar as prioridades locais da área, fortalecendo o controle social do SUS.

Cinco eixos de prioridades para o município foram discutidos durante a conferência: direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade; participação social; valorização do trabalho e da educação em saúde; financiamento do SUS e relação público X privado; e gestão do SUS e modelos de atenção à saúde.

Questões envolvendo a Unisinos estavam diretamente ligadas a eixos temáticos explorados pelos grupos de discussão, abordando, entre outros, a valorização do trabalho do profissional de saúde e a educação na área.

A coordenadora do Núcleo Municipal de Educação e Saúde Coletiva, Tatiane Bagattini, esteve à frente do debate sobre o tema e destacou a função da universidade. “São várias as atividades realizadas em parceria com a Unidade de Graduação e com os projetos de extensão da Unisinos. O foco é o desenvolvimento de ações para educação permanente em saúde e formação de estudantes”, ressaltou Tatiane, egressa dos cursos de graduação em Psicologia e mestrado em Saúde Coletiva.

Durante a plenária final, foram aprovadas moções, homologadas diretrizes e realizada a eleição dos delegados e suplentes para a etapa estadual. Os grupos de trabalho ainda apresentaram uma série de propostas que foram votadas e aprovados na conferência, se aplicando no âmbito municipal, estadual e federal. Entre as resoluções definidas durante a conferência está a prioridade de fortalecer a autonomia do conselho municipal e a qualificação dos conselheiros. A nova equipe de delegados, eleita no decorrer do encontro, conta com 24 integrantes, sendo 12 usuários do SUS, 6 trabalhadores de área de saúde e seis gestores/prestadores de serviço.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unisinos

Fotos: Divulgação/Unisinos