Unisinos: inauguração de teatro e curso de Medicina – Associação Antônio Vieira

Unisinos: inauguração de teatro e curso de Medicina

Publicado em 2 de agosto de 2017

Dia de Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, o 31 de julho é celebrado como uma data histórica também para a Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos. Além de marcar o aniversário da Universidade – que completou 48 anos – a partir de 2017 a data também será recordada pela entrega de um espaço singular para a cidade de Porto Alegre, com a inauguração do Teatro Unisinos.

O evento teve início com um coquetel servido aos convidados e, em seguida, contou com a apresentação do grupo de percussão Vida com Arte, programa de apoio a crianças e jovens, desenvolvido pelo Centro de Cidadania e Ação Social, vinculado à Associação Antônio Vieira – ASAV. O som dos instrumentos indicava ao público presente o caminho de entrada ao teatro.

A abertura das falas da noite foi realizada pelo Diretor Presidente da ASAV, Pe. João Geraldo Kolling, que aproveitou a ocasião para lembrar Santo Inácio de Loyola e falar da irradiação do evangelho através da arte. “O cultivo da arte e da cultura sempre foi um importante meio para expandir a fé”, destacou o jesuíta.

Em seguida, foi feito o descerramento da placa do teatro, que conta com a seguinte mensagem: Ao celebrar o 48º aniversário da autorização da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) pela Presidência da República do Brasil em 31 de julho de 1969 – festa de Santo Inácio de Loyola – a comunidade universitária, em comunhão com o legado humanista da Companhia de Jesus, representada pela Associação Antônio Vieira (ASAV) e fazendo memória dos jesuítas Anton Sepp von Rechegg e Domenico Zipoli, entrega à Porto Alegre este Teatro UNISINOS para Procurar Deus em todas as coisas. Após o descerramento, o Pe. Luiz Fernando Rodrigues fez uma benção ao teatro. “Que esse local seja recreio do espírito”, afirmou.

Em seu pronunciamento, o reitor da Unisinos, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino, enfatizou a importância do momento para a Universidade. “Que harmonia maior, a gratidão de ter a presença de todos vocês neste momento e das pessoas que ajudaram a transformar esse teatro em realidade”. Antes do início das apresentações da noite, Pe. Marcelo finalizou sua fala. “A inauguração do teatro conecta nossa Universidade com o humanismo jesuíta, de buscar Deus em todas as coisas”, frisou o reitor da Unisinos.

O espetáculo de inauguração do teatro contou com a apresentação da Orquestra Unisinos Anchieta, sob a regência do maestro Evandro Matté e teve a presença de vários convidados, que abrilhantaram a noite: Renato Borghetti/ Daniel Sá – gaita e violão; Alessandra Verney – canto; Elias Barbosa/ João Vicente – cavaquinho e violão; Raquel Fortes – soprano. Além desses nomes, Hique Gomez participou de toda a apresentação do espetáculo, cantando e tocando violino.

Um dos momentos de destaque da noite despertou a atenção de todos pela versatilidade do novo teatro, com a abertura do fundo do palco, que revelou ao público presente uma apresentação de dança realizada na parte externa do espaço, com os dançarinos de tango Pâmella Kepler e Maurício Miranda. Uma apresentação internacional trouxe ainda mais beleza à noite, quando o violinista chinês, Yang Liu, encerrou o show da noite de estreia do Teatro Unisinos.

A emoção da noite ficou por conta da leitura de um texto produzido para a inauguração do teatro, escrito pelo professor da Unisinos, José Alberto Baldissera. Baldi, como carinhosamente era conhecido, faleceu no domingo, 23 de julho, aos 74 anos. Além de educador, Baldiserra era ator e participou de inúmeras peças teatrais, tendo ganho por duas vezes o Prêmio Açorianos.

Em sua última mensagem, Baldi reafirmou sua paixão pelas artes. “A arte empolga, emociona e transforma o mundo”. O texto do professor foi aplaudido de pé pelos presentes.

 

Unisinos passa a ministrar curso de Medicina a partir de setembro

Na tarde desta terça-feira, 1º/8, foram realizados o ato de credenciamento e a autorização para que a Unisinos ministre os cursos de Medicina já em 2017. A partir do Edital 6/2014, de Brasília, a Unisinos passa a oferecer 65 vagas, com as atividades acadêmicas tendo início previsto para o dia 04 de setembro.

O projeto de curso se diferencia por sua proposta pedagógica humanista e inovadora. A formação acadêmica será desenvolvida a partir de metodologias ativas de ensino e aprendizagem. Residentes atuarão em serviços públicos da região e contribuirão na qualificação da atenção à saúde da população. “A rede de saúde, já está formando, juntamente com a Universidade, preceptores que acompanharão graduandos e residentes nos locais de prática”, conta a coordenadora do curso de Medicina da Unisinos, Nêmora Barcellos.

Nêmora destaca que a graduação em Medicina nasceu integrada com a área da saúde da Universidade. “Todo o trabalho interno e de articulação com a rede é feito em conjunto com outros cursos, organizando convênios, estágios, campos de prática e laboratórios”, enfatiza. A professora também ressalta que os espaços serão compartilhados por alunos de todos os cursos e também pelos docentes. “Integração é um elemento fundamental na área da saúde, assim como o trabalho em equipe”, complementa.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unisinos

Fotos: Rodrigo W. Blum/Unisinos

Mais notícias

By |2019-08-27T10:59:28-03:00agosto 2nd, 2017|ASAV|