O Teatro Unisinos, em Porto Alegre, recebeu no dia 17 de agosto, a 8ª edição do TEDxUnisinos. Pela segunda vez consecutiva, o evento anual foi realizado na capital gaúcha, com muitas inspirações, histórias de vida e bons conceitos que visam mudar a cidade, o país e o mundo.

Tendo o tema “Fronteiras”, o encontro abordou questões de gênero, educação, guerras, entre outros. Durante 300 minutos, 13 speakers e duas atrações culturais incentivaram mais de 500 pessoas a pensar sobre diferentes desafios da vida e promover reflexões sobre as transformações que os obstáculos proporcionam.

Entre os palestrantes estava o professor da área de Gestão para Inovação e Liderança da Unisinos, Alexandre Pereira. Sobrevivente do tsunami que atingiu a Tailândia em 2004, o docente estava em alto mar quando a grande onda devastou a praia de Phuket e relembrou dos momentos de “angústia e incerteza” ao receber a notícia do ocorrido. “Esse evento é o meu ponto de virada. Uma fronteira de determinismo definitivo”, afirmou.

Falando sobre empoderamento feminino e empreendedorismo social, a fundadora e presidente da ONG Mulheres em Construção, Bia Kern salientou que essas iniciativas nascem de influências dentro do ambiente familiar. “Levar adiante uma ideia que mude o mundo” foi um dos conselhos da palestrante.

Outro speaker que marcou presença no TEDxUnisinos foi o presidente da Associação dos Senegaleses de Porto Alegre, Mor Ndiaye. O senegalês falou sobre a constante superação dos imigrantes nas diferentes lutas cotidianas, como aprender um novo idioma, entender o que está sendo solicitado e, principalmente, as dificuldades que enfrentam para encontrar um emprego de uma forma justa. “Muitos dos senegaleses que estão aqui têm formação, têm cultura, porque não aproveitar isso? Essa barreira pode ser derrubada”, frisou Ndiaye.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unisinos

Foto: Rodrigo W. Blum/Unisinos

Mais notícias