Para divulgar o Dia Mundial do Refugiado, celebrado em 20 de junho, o Serviço Jesuíta participa de evento para aproximar o público acadêmico da causa

No dia 5 de junho, mês em que se celebra o Dia Mundial do Refugiado, o Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados (SJMR-POA) participa de uma série de ações em alusão à data e entre elas está o 3º Fórum da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que traz o tema ‘Brasil na encruzilhada: reflexões sobre os impactos de medidas políticas e econômicas para a sociedade, de diferentes pontos de vista’. O evento acontece das 14 às 16h, na Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS.

O SJMR-POA participará do fórum por meio da oficina ‘Brasil e o desafio de acolhida às migrações forçadas’, com a Coordenadora de Projetos do SJMR-POA, Karin Wapechowski, e a integrante da equipe, Carolina Cunha César. Em pauta, a apresentação do trabalho realizado pelo SJMR-POA – que desenvolveu uma Tecnologia Social que se tornou referência para as políticas públicas em nível nacional – por meio do Programa Brasileiro de Reassentamento Solidário de Refugiados e do Programa de Interiorização de Venezuelanos.

Para Karin, a presença no fórum da UFRGS fortalece a relevância do assunto e do trabalho realizado pelo SJMR não apenas perante o meio acadêmico, mas também junto à sociedade de uma maneira geral. “Nossa participação em eventos como esse é de extrema importância para a construção de pontes que facilitem o diálogo entre governo, entidades parceiras e sociedade civil a respeito do tema. Neste ano, temos novas ações na agenda, como a chegada de refugiados do Triângulo Norte da América Central (Honduras, Guatemala e El Salvador), e toda e qualquer consolidação do trabalho que fazemos com relação à integração dos migrantes e refugiados no país facilita o alinhamento das iniciativas em prol das respostas a essa crise humanitária”, disse.

Sobre o Fórum

O Fórum FCE é um evento gratuito, aberto ao público, que objetiva analisar a economia e a política do Brasil e do mundo. Todos os anos, reúne professores, estudantes, convidados e comunidade externa em torno de discussões sobre temas contemporâneos.

Em 2019, conta com dois painéis de diálogo, além de inúmeras oficinas sobre temas como desenvolvimento social, estatísticas públicas, mercado de trabalho, saúde, segurança alimentar, reforma da previdência, entre outros.

Mais informações em https://www.ufrgs.br/fce/forum/index.html

Karin Kaid Wapechowski
Especialista em Jornalismo e Comunicação de Massa pela PUCRS. Especialista em Administração e Gestão de Organizações do Terceiro Setor pela UFRGS. Graduada em Relações Públicas. Coordenadora do Programa de Reassentamento da Associação Antônio Vieira. Possui experiência de 15 anos no tema de migração e refúgio. Vice-Coordenadora do Comitê de Atenção aos Migrantes, Refugiados, Apátridas e Vítimas do Tráfico de Pessoas de Porto Alegre. Membro do Comitê Estadual de Atenção aos Migrantes, Refugiados, Apátridas e Vítimas do Tráfico de Pessoas; representante no Fórum Permanente de Mobilidade Humana e Fórum Permanente de Combate à Intolerância.

Carolina Cunha César
Internacionalista, graduada pela I Turma de Relações Internacionais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Turma Nelson Mandela /UNISINOS). Pós-graduanda em Estratégia e Relações Internacionais Contemporâneas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Trabalha na Associação Antônio Vieira no Programa de Reassentamento.

Clique aqui e para realizar sua inscrição na oficina ‘Brasil e o desafio de acolhida às migrações forçadas’.

Fonte: Assessoria de Comunicação ASAV

Foto: Tânia Meinerz/ACNUR

Mais notícias