Em constante trabalho de renovação e alinhada à missão da Companhia de Jesus, a Rede Jesuíta de Educação (RJE) realizou, nos dias 25 e 26 de agosto, o lançamento da 2ª edição do Projeto Educativo Comum (PEC). O documento tem como foco a aprendizagem integral e a excelência humana e acadêmica dos estudantes das 17 unidades de ensino espalhadas pelo Brasil, e foi apresentado em um evento dividido em três momentos. Coube à Escola Padre Arrupe e aos colégios Diocesano e Diocesano Infantil, localizados na cidade de Teresina (PI), a acolhida dos encontros, que contaram com transmissão ao vivo pelo canal da RJE no YouTube.

O PEC 2021-2025, cuja primeira versão data de 2016, traz diretrizes para as ações pedagógicas da RJE para os próximos cinco anos, servindo de base para a formação de cidadãos competentes, conscientes, compassivos, críticos e criativos, atualmente diante dos desafios e oportunidades do século 21. Para a apresentação do novo documento, foi escolhido um momento significativo para a Companhia de Jesus, que celebra o Ano Inaciano, dedicado aos 500 anos de conversão de Santo Inácio de Loyola, fundador da Ordem dos Jesuítas.

Renovação e novas realidades

O sócio da Província dos Jesuítas do Brasil, Pe. Élcio José de Toledo, destacou a ressignificação constante da missão educativa e reforçou a relevância do trabalho em conjunto entre as unidades. “O processo da Companhia de Jesus é o do exame de consciência, ou seja, a revisão constante da nossa missão, dos nossos procedimentos, das nossas falhas e dos nossos acertos. É importante termos o PEC como um marco referencial para todos os projetos elaborados nas instituições de ensino, pois mostra nosso trabalho de Corpo Apostólico, alinhado e em rede”, apontou.

Pe. Élcio sobre os novos desafios do mundo moderno.

De acordo com o jesuíta, a realidade da pandemia trouxe novos olhares sobre o mundo e, consequentemente, sobre a educação. “Tudo mudou muito. Nesse mais de um ano e meio, estamos nos adaptando, reaprendendo a trabalhar, a nos relacionar, com uma atenção toda especial para com o cuidado e o amor ao próximo. Nesse contexto que nos desafia, de mudanças de paradigmas, que o PEC possa fortalecer o trabalho em rede e nos ajude a trabalharmos com alegria e disposição”, disse Pe. Élcio.

Trabalho em rede

Para o Secretário para a Educação da Província dos Jesuítas do Brasil, Pe. Sérgio Mariucci, “a construção do PEC é um momento forte de alinharmos e consolidarmos valores, e as premissas fundamentais da Rede Jesuíta de Educação. Trata-se de um documento muito mais que normativo, mas inspirador, cumprindo seu papel de inspirar todas as unidades em suas respectivas construções dos projetos pedagógicos”.

Secretário para a Educação disse que PEC é ferramenta de inspiração.

Segundo o jesuíta, o contexto da pandemia, que trouxe novos desafios e, com eles, formas de aprendizagem contemporâneas, serviu para mostrar que a Rede Jesuíta vem construindo novos caminhos, mas sempre alinhada com a missão educativa inaciana, voltada à formação integral. “Como não se trata de um documento definitivo e como nossa missão é dinâmica, assim como todos os desafios da educação, se faz importante adequar e atualizar o PEC frente aos novos documentos da Companhia de Jesus, ao Pacto Educativo Global e aos novos documentos relativos à educação básica. É um trabalho que continua, agora mais forte e atualizado”, comenta Pe. Sérgio.

Vida que pulsa

O Diretor-Presidente da RJE, Ir. Raimundo Barros, utilizou seu discurso para agradecer a todos pela caminhada feita em Rede e, de maneira especial, às unidades da capital piauiense. “Uma forma de dizer que estamos todos unidos é celebrarmos o lançamento da edição atualizada do PEC aqui em Teresina. Esse momento é de todos nós. Celebremos a vida que pulsa em cada instituição de ensino que compõe essa grande rede: a Rede Jesuíta de Educação”, salientou.

Presente em Teresina, Ir. Raimundo falou do sentimento de união.

Trazendo uma mensagem de acolhida aos participantes do evento, o Superior do Núcleo Apostólico de Teresina, Pe. Anselmo Dias, disse que as unidades da capital piauiense receberam com alegria o fato de sediarem o lançamento do Projeto. “Acompanhei alguns momentos de planejamento deste encontro e vi o esforço e a satisfação de quem participou desta preparação. Imbuídos deste espírito colaborativo, vamos sentir esse corpo que vibra, que fala, pois estamos juntos nesta caminhada e queremos ser mais para os outros, como Santo Inácio nos ensina”, frisou.

Pe. Anselmo Dias disse palavras de acolhida aos participantes.

Representando os diretores gerais da RJE, Ir. Epifânio Lima apresentou o consolidado da implementação do PEC nas 17 unidades da Rede espalhadas pelo país. Por meio de gráficos, o jesuíta trouxe dados de como se deu a execução do Projeto desde 2016, adaptado às diferentes realidades de cada uma das instituições de ensino. Ao final, uma nuvem de palavras destacou as expressões que foram mais lembradas pelos representantes de cada uma das instituições jesuítas.

Ir. Epifânio trouxe dados da implementação do PEC.

Em seguida, foi feita uma partilha sobre a execução do PEC 2016 nas quatro unidades da RJE em Teresina. Apresentaram suas ações a diretora acadêmica do Colégio Diocesano, Margarete Rodrigues, a coordenadora pedagógica da Escola Padre Arrupe, Danieli Trigueiro, a coordenadora geral do Colégio Diocesano Infantil, Luisa Ferreira, e o diretor acadêmico da Escola Santo Afonso Rodriguez, Ir. Jorge de Paula. Após, o evento partilhou um momento cultural, com um vídeo homenagem ao compositor Luiz Gonzaga, que trouxe a Cantata Gonzaguiana, tocada pela Orquestra Sinfônica de Teresina e cantada por João Claudio Moreno, ex-aluno da RJE. Finalizando o primeiro momento, foi aberto um bate-papo sobre as atualizações do PEC 2021-2025 com relação à edição passada, que contou com participações presenciais e virtuais. 

Os segundo e terceiro momentos do encontro foram realizados na quarta (26) à tarde e quinta-feira (27) à noite, nos colégios Diocesano Infantil e Diocesano, respectivamente. A segunda parte do evento de lançamento do PEC foi dedicada a painéis expositivos, que destacaram os contextos eclesial, social e educacional a partir do ano de 2016, e trouxe, ainda, uma apresentação sobre a história dos jesuítas no Piauí. No terceiro e último momento, foram feitas partilhas sobre a construção do Projeto e, para fechar a programação dos dois dias, ocorreu um momento cultural, com o vídeo da apresentação de alunos da Escola Padre Arrupe que dançaram o Cavalo Piancó, tradicional dança da cultura piauiense.

Fonte: Jesuítas Brasil

Mais notícias