Província dos Jesuítas do Brasil manifesta gratidão aos que lutaram pelo fim da impunidade

NOTA DE AGRADECIMENTO

A todos e a todas que colaboraram e contribuíram em defesa da causa indígena, especificamente, na reabertura do caso judicial do assassinato do Ir. Vicente Cañas, SJ

A Província dos Jesuítas do Brasil manifesta sua gratidão ao Ministério Público Federal, pela reabertura do caso judicial, e ao CIMI (Conselho Indigenista Missionário), OPAN (Operação Anchieta), CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil), CLAR (Conferência Latino-americana dos Religiosos) e REPAM (Rede Eclesial Pan-Amazônica), assim como a toda sociedade civil que somaram seus esforços para que a verdade e a justiça vencessem a impunidade.

O julgamento do caso de assassinato do Ir. Vicente Cañas significa justiça a todo seu trabalho missionário na Região do Mato Grosso. Justiça aos seus familiares que sofreram a dor da morte trágica e violenta. Justiça e reconhecimento a tantos jesuítas que se dedicaram e se dedicam à causa indigenista. E, sobretudo, justiça para os povos indígenas que tanto lhes custa defender os direitos frente àqueles que querem invadir suas terras.

Continuemos firmes em defesa da vida em sua integralidade e assumamos a bandeira da justiça e da paz como sinal de nosso compromisso com a construção do Reino de Deus entre nós.

 

Pe. João Renato Eidt, SJ

Provincial do Brasil

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Jesuítas Brasil

Mais notícias

Livro sobre a história da Paróquia São João Batista será lançado durante as comemorações dos 145 anos de Montenegro

maio 3rd, 2018|0 Comments

No próximo sábado (5/5), o Pe. Inácio Spohr, autor da obra “História das casas: Um resgate histórico dos jesuítas no sul do Brasil”, lançará o 16º volume da coleção, que retrata acontecimentos marcantes da paróquia São João [...]

By | 2018-05-29T09:32:35+00:00 dezembro 1st, 2017|Jesuítas|