A Unisinos – uma das instituições de ensino mantidas pela Associação Antônio Vieira – conta com diversos programas e projetos de ação social, que atuam junto a comunidades e grupos em condições socioeconômicas vulneráveis. Entre eles, podemos destacar o Projeto Egressos do Sistema Prisional e Medidas Socioeducativas, que busca propiciar uma nova chance àqueles que estão retornando ao convívio com a sociedade.

Marco Aurélio da Silva é um dos personagens que fazem parte desse projeto. Aos 54 anos, contou que entre idas e vindas ao sistema carcerário, perdeu a infância, a juventude e a vida adulta atrás das grades, e afirma que o projeto foi sua passagem de retorno à vida. “Cada vez que sou atendido pelo programa para Egressos do Sistema Prisional e Medidas Socioeducativas, eu me sinto grato. Dessa forma, as portas se abrem mais e mais para mim”, disse Marco Aurélio. Hoje, está integrado ao mercado de trabalho, fazendo serviços como pintor. “Eu quero recuperar o que eu perdi na minha vida”, finaliza.

Assim como o auxílio dado a Marco Aurélio, a iniciativa da Unisinos presta assistência jurídica, psicológica e social às pessoas que retornam ao convívio social. Os atendidos pelo projeto são, em regra, indivíduos que perderam os vínculos com a família, têm baixa escolaridade e enfrentam inúmeros contratempos para se inserirem no mercado de trabalho. A finalidade é que os mesmos evitem de retornar para os delitos. O projeto opera com vistas à atuação na seara da execução da pena, a partir da Lei de Execução Penal (Lei n. 7210/86), que oportuniza a progressão de regime de cumprimento da pena e o retorno à sociedade.

Realizado como atividade multidisciplinar dentro do ambiente acadêmico, o projeto se propõe a despertar a atenção e o engajamento dos estudantes universitários para a problemática vivenciada por egressos do sistema prisional. O atendimento é realizado por discentes dos cursos de Direito, Serviço Social e Psicologia, sob a orientação de profissionais de cada área, suscetível à análise dos casos e identificação da realidade de cada egresso, revelando suas necessidades, dificuldades e habilidades profissionais. A Assistência Multidisciplinar ao Egresso do Sistema Prisional se caracteriza como um projeto de atendimento cujas ações acontecem de forma contínua, permanente e planejada.

Esta matéria foi realizada em meados de 2014, referente ao Balanço Social da Unisinos 2013.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unisinos

Fotos: Divulgação/Unisinos