O Campus Unisinos Porto Alegre recebeu entre os dias 17, 18 e 19 de abril a Reunião da Rede Jesuíta de Educação – PIEA (Programa de Inclusão Educacional Acadêmica), em um encontro que contou com a presença das coordenadorias de Assistência Social das mantenedoras Associação Antônio Vieira (ASAV), Associação Nóbrega de Educação e Assistência Social (ANEAS) e Associação Nacional de Instruções (ANI), além de representantes da Unisinos e dos colégios Anchieta, Catarinense, Medianeira e Escola Padre Arrupe, instituições de ensino vinculadas à Companhia de Jesus.

A reunião fomentou reflexões entre o grupo de assistentes sociais, servindo de apoio para encaminhamentos como a atualização das Orientações Técnicas, elaboradas pela Diretoria de Assistência Social e da qual participam também as coordenadorias de Assistência Social da ANI e ANEAS, em um trabalho de alinhamento construído para a Província dos Jesuítas do Brasil.

De acordo com a coordenadora de Assistência Social da ASAV, Leila Pizzato, o encontro teve por objetivo buscar com que as instituições jesuítas de todo o país desenvolvam um trabalho de excelência na área. “Na reunião, tivemos dois momentos que incidem diretamente nessa busca. Realizamos um turno de estudo de case, a partir de processos elaborados pelos técnicos para a concessão de bolsas de estudo, o que possibilitou ao grupo rever procedimentos e identificar as possíveis lacunas na documentação, que geram fragilidade para o deferimento ou indeferimento. O grupo constatou o quanto está coeso em unidade técnica, tanto para o processo como em relação a concepção”, comentou. “Participamos também da oficina Análise de documentos para a elaboração do estudo e avaliação socioeconômica, com o contador e perito contábil Anderson Martins. O encontro possibilitou ao grupo entender conceitos, revisar e aprofundar a importância dos documentos solicitados para o processo de concessão de bolsas de estudo, principalmente no que diz respeito às análises de trabalhadores informais ou autônomos. Esses momentos formativos têm por finalidade qualificar a dimensão técnica do trabalho realizado pelos assistentes sociais, visando a segurança técnica e institucional para os processos”, frisou Leila.

Fonte: Assessoria de Comunicação ASAV

Fotos: Matheus Kiesling/ASAV

Mais notícias