Livro ‘História das casas: Um resgate histórico dos jesuítas no sul do Brasil – Paróquia São João Batista’ faz recorte de 1860 a 1960, quando jesuítas marcaram presença no Vale do Rio Pardo.

Ávido escritor e um pesquisador fascinado da missão jesuíta, Pe. Inácio Spohr realizou o lançamento do mais novo livro da obra que retrata a trajetória dos padres e irmãos da Companhia de Jesus na região sul do Brasil, que no 22º volume traz o título ‘História das casas: Um resgate histórico dos jesuítas no sul do Brasil – Paróquia São João Batista’. A apresentação da publicação e a sessão de autógrafos aconteceram dia 03 de março, na Casa de Retiros Loyola, na abertura do Ano Pastoral de Santa Cruz do Sul (RS), em evento que contou com a presença aproximadamente 130 pessoas, entre religiosos e leigos.

Lançado pela Editora Padre Reus, o livro traz como pano de fundo aquela que é considerada o maior templo católico em estilo neogótico da América do Sul: a Catedral São João Batista. Ao longo das 268 páginas, o leitor é convidado a uma viagem no tempo, mais precisamente entre os anos de 1860 e 1960, época na qual os jesuítas marcaram presença em Santa Cruz do Sul. No recorte de cem anos retratados na publicação, é possível ver em detalhes a colonização da cidade, bem como a formação dos costumes que fazem parte do dia a dia dos moradores da região do Vale do Rio Pardo.

Salta aos olhos a contribuição vital dos jesuítas para o desenvolvimento local. Entre os relatos, crônicas que mostram o apoio à população da época, salientando a dedicação não apenas no âmbito religioso, mas também com o trabalho junto à comunidade, que enfrentava inúmeras dificuldades, como estradas de difícil acesso, escolas precárias e a falta de médicos e hospitais. Em meio às narrativas, o livro traz curiosidades como os sermões realizados em duas línguas diferentes – por conta da maior parte da população da época ser de origem alemã – o atendimento aos enfermos pelos sacerdotes devido à falta de assistência hospitalar e a proibição do idioma alemão nas igrejas como reflexo da 1ª e 2ª Guerra Mundial.

Em uma breve apresentação, Pe. Inácio trouxe aos presentes mais detalhes a respeito do livro e de todo o trabalho minucioso de pesquisa que fez para que a publicação sirva como fonte histórica para pesquisadores e pessoas interessadas na história de Santa Cruz do Sul e da região. “O público que esteve presente no lançamento do livro, formado por dezenas de padres, freiras e leigos, se mostrou muito acolhedor e interessado em conhecer mais sobre os jesuítas e o trabalho que fizeram na região. Trouxe algumas pinceladas sobre o conteúdo, falando sobre a atuação dos missionários e mostrando a atenção que os jesuítas dispensaram à comunidade de Santa Cruz do Sul”, disse o jesuíta.

Sobre a coleção

Lançada em 2014, no bicentenário de restauração da Companhia de Jesus, a coleção ‘História das casas: Um resgate histórico dos jesuítas no sul do Brasil’ traz um relato detalhado de memórias das obras jesuíticas na antiga Província do Brasil Meridional, no sul do país. Pe. Inácio Spohr realizou um minucioso levantamento da história de paróquias, colégios e seminários por meio de documentos como diários, correspondências, fotos, história domus (história da casa), recortes de jornais e catálogos da Província, produzindo um relato cronológico desses locais.

Os 22 volumes contemplam as cidades gaúchas de São Pedro da Serra, Salvador do Sul, Cerro Largo, Alto Feliz, Tupandi, Novo Hamburgo, Pareci Novo (2 volumes), São José do Hortêncio, Dois Irmãos, São Sebastião do Caí, Bom Princípio, São Leopoldo (2volumes), Ivoti, Montenegro, Estrela, Lajeado, Nova Petrópolis, Gravataí e Santa Cruz do Sul; e Itapiranga, em Santa Catarina. A coleção está à venda na Livraria Padre Reus, pelo site www.livrariareus.com.br .

Fonte: Assessoria de Comunicação ASAV

Fotos: Divulgação

Mais notícias