Uma passagem que deveria durar não mais que seis meses, mas que se estendeu por 40 anos. Hoje, a história do padre Pedro Sallet faz parte da própria biografia do Colégio Medianeira. A transferência do jesuíta para a cidade de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, no dia 09 de março, foi um momento em que emoção e gratidão se misturaram, pelos anos de serviços dedicados ao Colégio e à Companhia de Jesus.

Padre Sallet, como é carinhosamente chamado pela comunidade educativa, chegou ao Colégio Medianeira em 1973, para cumprir uma função temporária – substituindo outro sacerdote, que estava enfermo. Trabalhou inicialmente com as aulas de ensino religioso para Ensino Médio e a Primeira Eucaristia, passando posteriormente a lecionar matemática e outras matérias.

Conhecido pelo espírito acolhedor, Padre Sallet relata com entusiasmo o carinho que estudantes e educadores têm por ele. “Os professores e as crianças sempre me quiseram muito bem. Até me dispus a sair, mas me disseram: ‘em time que está ganhando não se mexe’”, relembrou aos risos, e completou, sério: “É o momento em que percebi que Deus se servia de mim”.

Aos 83 anos, o jesuíta destaca que a trajetória junto ao Colégio trouxe um maior contato com os estudantes e suas preocupações, onde pôde concentrar esforços na formação humana dos jovens. “Eu não quero um robô. Eu quero uma pessoa, mas uma pessoa com muita formação humana, com muita cultura, delicadeza e valores de justiça e perdão. Esse é o projeto de Jesus Cristo”, salientou.

Para a coordenadora do 1º ao 5º ano, Silvana Andreatta, Padre Sallet sempre se sobressaiu pelo seu o caráter protetor e a capacidade de amparar quem precisava. “Ele marcou as nossas vidas pelo seu companheirismo, seu desprendimento, o seu coração sempre aberto e disponível, o seu carisma, o seu ser consagrado para missão jesuíta, suas mãos sempre estendidas para acolher a todos e a todas independente da função ou da religião”, disse Silvana.

A educadora Isabel Dissenha, do Serviço de Orientação Religiosa, Espiritual e de Pastoral, relembrou o papel do religioso no encaminhamento de alunos e famílias pela vida cristã. “Ele é uma referência na ideia de acolhida, escuta e humanismo. De fato, seu trabalho sempre foi silencioso, mas muito marcante. Muitas pessoas chegaram a Deus por meio dos exercícios da vida cotidiana”, comentou Isabel.

Nesses mais de 40 anos de Medianeira, o amor se tornou o maior dos ensinamentos de Padre Sallet. “O sentido da vida, a vida humana, o ser humano, é que cada um de nós vai ser feliz na medida que realizarmos aquilo que é: um pedacinho de Deus. Deus é amor e nós vamos nos realizar na medida que amamos. E como é que a gente ama? Servindo juntos, ajudando os outros. Jesus disse: ‘eu estou no meio de vós como aquele que serve’. Servir e ajudar o outro. Então nós vamos ser felizes na medida em que nós realmente servirmos o outro e amarmos. Não um serviço somente para receber a recompensa, mas gratuito. Um servir como Deus dá a graça. Nós devemos amar gratuitamente”, afirmou o sacerdote.

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Medianeira

Fotos: Paulinha Kozlowski/Colégio Medianeira e Arquivo pessoal

Mais notícias

Jesuíta lança livro em meio às comemorações pelos 150 anos da Paróquia São Pedro Apóstolo, em Ivoti

novembro 6th, 2017|0 Comentários

Autor da obra 'História das casas: Um resgate histórico dos jesuítas no sul do Brasil', Pe. Inácio Spohr realizou o lançamento do 15º volume da coleção, que traz como tema a Paróquia São Pedro Apóstolo, [...]

Unisinos e Colégio Anchieta recebem visita do Superior Geral da Companhia de Jesus

outubro 31st, 2017|0 Comentários

O Superior Geral da Companhia de Jesus, Pe. Arturo Sosa, esteve em viagem pelo Brasil entre os dias 16 e 28 de outubro, período no qual se reuniu com jesuítas, visitou várias obras da Província [...]

Confira o discurso do Superior Geral da Companhia de Jesus no JESEDU-Rio2017

outubro 20th, 2017|0 Comentários

O Superior Geral da Companhia de Jesus, Pe. Arturo Sosa, SJ, está em visita ao Brasil até o dia 28 de outubro e proferiu um discurso durante o Congresso Internacional dos Delegados para a Educação [...]