Noite de homenagens na Unisinos

A Unisinos realizou no dia 13 de novembro, no campus São Leopoldo, uma cerimônia em homenagem a colaboradores e ex-colaboradores pelos muitos anos de trabalho e dedicação à Universidade. Na ocasião, 51 funcionários celebraram 15, 25 e 35 anos de Unisinos, além da entrega de 22 Medalhas Santo Inácio de Loyola, outorgadas a pessoas e entidades nacionais e estrangeiras, assim como integrantes do corpo docente, técnico-administrativo e discente da Universidade, merecedores da homenagem e do reconhecimento por serviços prestados à instituição jesuíta. Três jesuítas receberam a honraria: o Administrador da Província dos Jesuítas do Brasil e Diretor Presidente da ASAV, Pe. Geraldo Kolling, o Diretor Geral do Colégio Anchieta, Pe. João Claudio Rhoden, e o ex-Diretor Presidente da ASAV, Pe. Guido Kuhn.

As homenagens foram entregues em uma sessão solene extraordinária, que contou com a participação de colegas e familiares dos agraciados, e que foi presidida pelo reitor da Universidade, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino. Ex-professor da Unisinos, Adayr Tesche foi um dos agraciados com a medalha. “É uma homenagem que me surpreende e que me emociona. Essa casa significa muito para mim, eu circulei por aqui cerca de 40 anos”, afirmou.

Em seguida, os funcionários homenageados foram conduzidos pelo pró-reitor de Administração, Luiz Felipe Vallandro e a pela diretora da Unidade de Apoio de Finanças e Gestão de Pessoas, Silvana Model, até o palco. Cada colaborador recebeu um diploma de homenagem pela dedicação profissional e uma lembrança das mãos do reitor, junto com um fraternal abraço e uma salva de palmas dos presentes.

Coordenadora do curso de Nutrição da Unisinos, Denise Zaffari falou um pouco do que significa trabalhar na Universidade. “Estou aqui há 15 anos. Já fui coordenadora do curso de Gastronomia e, desde 2012, estou na coordenação do curso de Nutrição. Esse é um momento de reconhecimento de um trabalho absolutamente apaixonante. Ser professora é um prazer, ser professora da Unisinos é uma honra”, relatou.

Analista administrativa na Editora Unisinos, Rosângela Gentelini, foi uma das funcionárias homenageadas pelos 25 anos de casa. “É muito emocionante esse momento. Eu achei que entraria aqui, ficaria um tempo, até me formar, e depois voltaria para minha cidade no Paraná. Estou há 25 anos na Editora Unisinos, dede que ela começou, foi muito único trabalho”, destacou emocionada.

Coordenador adjunto da Procuradoria, Délio Roloff recebeu a homenagem por 35 anos de Unisinos. “É um sentimento imensurável, não tem como descrever esse momento. Tudo que sou e tenho eu devo a essa Universidade”, afirmou comovido.

Ao final do evento, houve um momento cultural com a apresentação do Quarteto de Cordas da Orquestra Unisinos Anchieta. Em seguida, Pe. Marcelo fez um discurso para agradecer o trabalho e a dedicação de cada um dos homenageados. “Decifrar a esfinge nos coloca em sintonia com o que somos: somos seres humanos. Nessa vida há tempo para tudo, estamos sempre buscando o sentido do tempo, nesses quase 50 anos de Unisinos. E é essa complexidade que faz a vida tão desafiadora e tão digna de se viver. Olhando cada um que investiu tempo e trabalho para construir essa Universidade, o que posso dizer é que hoje é tempo de gratidão. Não há futuro sem memória, estamos aqui em um momento de memória, por isso, meu muito obrigado a todos”, finalizou o reitor.

Fonte: Michelli Machado/Assessoria de Comunicação Unisinos

Fotos: Rodrigo W. Blum/Unisinos

By | 2018-12-11T09:20:42+00:00 novembro 20th, 2018|Destaque, Educacional|