A preocupação e o cuidado com a meio ambiente estão inseridos no cotidiano escolar e no currículo das instituições de educação básica que fazem parte da Federação Latino-americana de Colégios da Companhia de Jesus (FLACSI) e da Rede Jesuíta de Educação (RJE). Indo ao encontro dessas iniciativas, a FLACSI promoveu recentemente o Concurso #TodosSomosTierra, que envolveu 92 colégios, e que teve como ganhadora – no Grande Prêmio (Geral) na categoria Amor pela Terra – a imagem registrada por Adriana Pesce Netto Blanco, mãe do Martin, estudante do 1º ano do Ensino Fundamental do Colégio Medianeira.

De acordo com Adriana, o interesse em participar do concurso nasceu justamente por compartilhar da proposta da RJE. “Eu estou muito emocionada por ter ganhado, fiz meu melhor, mas o que a gente mais queria mesmo era participar”, disse. A foto foi tirada no final de 2016, em um bosque municipal de Pinhais, cidade da Região Metropolitana de Curitiba. O Colégio Anchieta, de Porto Alegre, também mantido pela Associação Antônio Vieira, obteve o segundo lugar na categoria As maravilhas da água.

Coordenador da Comunicação do Colégio Medianeira, Vinícius Soares Pinto destaca que o concurso foi uma maneira de agregar as pessoas, por meio da linguagem fotográfica, em torno de uma causa nobre. “Ele instiga a comunidade a pensar e refletir sobre suas atitudes em relação ao cuidado da casa comum”, enfatizou.

Clique aqui e confira os demais vencedores do Concurso #TodosSomosTierra.

 

Finalizada primeira etapa do Sistema de Qualidade em Gestão Escolar

Educadores do Colégio Medianeira se reuniram no dia 1º de abril para participar do encerramento da primeira etapa do Sistema de Qualidade em Gestão Escolar (SQGE), que integra uma série de estratégias em rede desenvolvidas pela Federação Latino-americana de Colégios da Companhia de Jesus (FLACSI).

Segundo o Diretor Acadêmico do Colégio Medianeira, Fernando Guidini, o SQGE é uma importante ferramenta de avaliação, criando a cultura permanente de melhora através de indicadores externos e comuns. “O SQGE representa a condição de possibilidade de se repensar o Projeto Político-Pedagógico da Instituição daquilo que são os âmbitos ou dimensões do aprender integral hoje, tal como compreendido pela FLASCI. A partir do momento em que somos questionados a avaliar o nosso currículo, a partir do momento em que repensamos as nossas estruturas, organização e recursos e que voltamos o olhar sobre o clima e a comunidade, nós assinalamos pontos que, no nosso olhar, são de fundamental importância a fim de garantir processos que obtenham êxitos de aprendizagem”, analisa Guidini.

Para a coordenadora interna do projeto e responsável pelo Serviço de Orientação Pedagógica da Educação Infantil, Juliana Heleno, esse processo de aperfeiçoamento já é perceptível dentro do Medianeira, e ressalta a preocupação de colocar os educadores no processo. “O texto sobre Currículo e Aprendizagem Integral foi escrito a muitas mãos e redefine, ressignifica, aquilo que entendemos por aprendizagem integral e por isso é um material muito importante, a partir do qual faremos toda a reestruturação curricular e metodológica, prevista para 2017 e 2018”, explica.

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Medianeira

Foto: Paulinha Kozlowski/Colégio Medianeira

Mais notícias