Com o intuito de desenvolver alinhamentos e refletir sobre iniciativas referentes ao Marco para Promoção da Justiça Socioambiental, representantes das mantenedoras da Província dos Jesuítas do Brasil participaram do Fórum de Coordenadores de Ação Social dos Centros Administrativos, nos dias 05 e 06 de setembro, na sede da Associação Antônio Vieira – ASAV, em Porto Alegre. O encontro contou com a presença do Diretor de Assistência Social da ASAV e Secretário Nacional da Justiça Socioambiental, Pe. José Ivo Follmann, SJ, além de profissionais das áreas de Assistência Social da ASAV, da Associação Nóbrega de Educação e Assistência Social – ANEAS e da Associação Jesuíta de Educação e Assistência Social – ANI.

Entre outros objetivos, o Marco para Promoção da Justiça Socioambiental busca a integração do trabalho desenvolvido pela rede jesuíta de Assistência Social. “Desenvolvido ao longo de 2015, o Marco contou com a participação de todos os integrantes das mantenedoras e vai ser fundamental, pois ajuda a direcionar todo o trabalho de promoção da Justiça Socioambiental na Província. Ele dará mais segurança para podermos avaliar a pertinência desse ou daquele projeto, ganhando em qualidade”, salienta Pe. José Ivo.

Dos temas tratados durante a reunião, Pe. José Ivo destaca o Observatório Nacional de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida, de importância essencial para o trabalho das unidades de Ação Social no Brasil. “No final de 2015, em um seminário foi decidido pelo Observatório, que, depois, foi aprovado pelo Fórum de Gestão Apostólica. O nome foi dado em homenagem ao bispo jesuíta referência no empenho social no país e na defesa dos mais pobres. O Observatório é um grande mecanismo de articulação dos centros e obras sociais que já existem. Vejo como um trabalho em rede, que envolve, ao mesmo tempo, os mais de 20 núcleos de Fé e Alegria, os cinco Centros Sociais que temos, as nove grandes obras sociais espalhadas pelo Brasil todo, além das universidades e colégios, pensando em colocar em sinergia todas as potencialidades que estão aí espalhadas, em nível nacional. Logo, logo, virá a público um material de visualização do Observatório, que já está começando a realizar ações, vão acontecer em toda rede, e não só na sede, em Brasília”, diz o jesuíta.

A pauta do encontro ainda contou com um estudo de instrumentos para elaboração de projetos em nível nacional, apresentação de procedimentos de gestão integrada realizados através da ferramenta Dynamics, além de um novo instrumento ligado ao cálculo do Ministério da Educação para bolsas vinculadas à Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação – CEBAS.

Fonte: Assessoria de Comunicação ASAV

Foto: Matheus Kiesling/ASAV

Mais notícias

Seminário aborda a capacitação no combate à violência sexual e de gênero a migrantes e refugiados

outubro 30th, 2017|0 Comentários

Um evento que trouxe questionamentos e apresentou iniciativas a serem tomadas frente a um assunto que carece maior discussão e aprofundamento diante da sociedade: a violência sexual e de gênero sofrida por migrantes e refugiados. [...]

ASAV e ACNUR promovem seminário sobre violência sexual e de gênero contra migrantes e refugiados

outubro 17th, 2017|0 Comentários

Encontro acontece dia 27 de outubro, no Campus Unisinos Porto Alegre, e terá como convidado especial o consultor israelense Yiftach Millo, referência internacional no tema. Ao fugirem de crises e conflitos em seus países [...]

Colégio Anchieta promove 4ª edição do Projeto Família Anchietana Solidária

agosto 29th, 2017|0 Comentários

No dia 26 de agosto, o Colégio Anchieta reuniu alunos, familiares, educadores e colaboradores para participar da 4ª edição do Projeto Família Anchietana Solidária. A iniciativa é realizada em parceria entre o Colégio e a [...]

Abrindo as portas para a diversidade: ASAV recebe encontro sobre inclusão social

julho 27th, 2017|0 Comentários

Dados do último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado em 2010, apontam que 45 milhões de pessoas ou 23,9% da população brasileira, possui algum tipo de deficiência. Indo ao encontro do [...]