O Centro Social Padre Arrupe, obra social da Companhia de Jesus em Teresina (PI), que atende 633 idosos, sediou a IV Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, realizada nos dias 6 e 7 de junho. Promovido pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI), o evento teve como tema Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas. A realização da Conferência no Centro Social Padre Arrupe reforça a parceria existente entre a obra jesuíta e instituições públicas e privadas da capital piauiense.

A programação do evento contou com apresentações artísticas, debates e uma palestra sobre o tema da Conferência Municipal, proferida pela doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), Maria do Rosário de Fátima e Silva. A palestrante é docente da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e desenvolve trabalhos com ênfase em políticas públicas na área do envelhecimento.

Divididos em cinco eixos temáticos, os idosos participantes puderam discutir medidas e políticas públicas que garantam os Direitos Fundamentais da Pessoa Idosa, como Saúde, Assistência Social, Previdência, Moradia, Transporte, Educação, Cultura, Esporte e Lazer. “Orientados por palestrantes mediadores, os idosos elaboram propostas sobre cada um dos temas, que, após aprovação dos demais, são encaminhadas para debate na Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa e, a partir daí, podem se tornar projetos de lei”, explica a assistente social do Centro Social Padre Arrupe, Lívia Sousa.

Na Conferência Municipal também são definidos os delegados, entre idosos e técnicos, que representarão os demais na V Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa. “O público-alvo das políticas públicas precisa ser o protagonista da discussão, então é muito importante que o idoso participe destas discussões”, salienta Lívia.

Integrante do grupo de discussão sobre Transporte, Cultura, Educação e Lazer, a professora aposentada Verônica Silva, que frequenta o Centro Social Padre Arrupe há 10 anos, afirma que os debates proporcionados pelo evento foram muito proveitosos. “As discussões mediadas pelos palestrantes foram muito esclarecedoras, pois eu não sabia de muitos direitos que tenho e que posso reivindicá-los”, avalia Verônica.

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Diocesano

Fotos: Divulgação

Mais notícias