Em 2017, o Colégio Medianeira celebra 60 anos dedicados à formação integral de homens e mulheres conscientes, competentes, compassivos e comprometidos. Diante de uma data tão significativa, a instituição de ensino – vinculada à Rede Jesuíta de Educação – desenvolveu uma nova campanha institucional, que destaca a importância das ações e mobilizações de cada pessoa para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e fraterna, com o slogan: “Vai lá e faz!”.

Para traduzir as seis décadas de história do Colégio Medianeira e sua relação com a cidade e a população de Curitiba, a campanha apresenta elementos de extrema relevância não somente à instituição, mas também à Companhia de Jesus, como a igualdade, a coletividade, a fé e a justiça socioambiental. Dessa maneira, busca salientar que outro mundo é possível e faz um convite à comunidade, para uma educação voltada à cidadania.

De acordo com o Diretor Geral do Colégio Medianeira, Pe. Carlos Alberto Jahn, a campanha dialoga com o ideal jesuíta de pensar a educação de uma maneira democrática e pautada pela justiça social. “Para ser fiel a essa cosmovisão, a Rede Jesuíta de Educação defende uma proposta pedagógica que forme pessoas que façam, atuem, sejam com, promovam um mundo melhor e menos desigual”, frisa.

Segundo o responsável pela Comunicação do Colégio Medianeira, Vinícius Soares Pinto, a campanha institucional reflete os diferentes princípios voltados à formação integral. “O sujeito comprometido com o seu tempo precisa estar atento às questões sociais e também de sustentabilidade, propondo soluções criativas de transformação da realidade”, explica.

Nesse sentido, o conjunto de peças destaca também a importância de formar alunos e alunas para a vida e para o trabalho. “A educação jesuíta assume essa proposta com muito afinco, entendendo que isso é possível via aprendizagem integral. Não basta ter o ‘domínio de todos os conhecimentos’. Eles precisam ser colocados em relação e a serviço. Precisam passar pelo crivo da razão, com análise dos déficits, valores e feitos sociais”, esclarece Jahn.

Dialogando com o Projeto Educativo (PEC), em seu número 23, a Campanha Institucional demostra que ações alicerçadas no bem comum, no respeito aos demais, no uso racional dos recursos naturais e na consciência de diferentes realidades são peças-chaves para uma vida com qualidade. “O bem estar social e as entregas da ciência e da tecnologia são fantásticas e poderiam assegurar uma vida digna para todos. Porém, como coletividade, podemos avançar muito na distribuição, na qualidade socioambiental, na vida com dignidade”, diz o jesuíta.

Clique aqui e assista ao vídeo da campanha institucional do Colégio Medianeira para 2017.

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Medianeira

Imagens: Divulgação/Colégio Medianeira

Mais notícias

Gestão 2018-2021: novos nomes na alta administração da Unisinos

julho 13th, 2017|0 Comentários

Como parte do processo de transição para a gestão 2018-2021, a Unisinos realizou no dia 29 de junho, a cerimônia de posse do pró-reitor de administração e da diretora da Unidade de Apoio de Finanças [...]

Novo espaço da Educação Infantil do Colégio Anchieta receberá alunos no início do segundo semestre

julho 12th, 2017|0 Comentários

Idealizado para acompanhar os novos horizontes do projeto pedagógico da Rede Jesuíta de Educação, o novo espaço da Educação Infantil do Colégio Anchieta tem data marcada para o início das atividades: será no dia 31 [...]

Ideias para melhorar a cidade desafiam alunos no primeiro Conecta Unisinos Porto Alegre

julho 7th, 2017|0 Comentários

A primeira edição do Conecta Unisinos Porto Alegre movimentou o campus na capital gaúcha entre os dias 7 e 8 de julho, em um momento no qual a Universidade abriu suas portas para receber os [...]

Inovação na educação: Diretor de Graduação da Unisinos palestra no Catarinense

julho 6th, 2017|0 Comentários

Os educadores do Colégio Catarinense participaram no dia 03 de julho de mais um Encontro de Formação Continuada, dessa vez tendo como palestrante o Diretor de Graduação da Unisinos, Gustavo Borba, que conversou com o [...]