No dia 05 de dezembro, representantes da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC-PR) e de colégios conveniados reuniram-se no Colégio Medianeira com objetivo de construir ações conjuntas e estratégicas para os próximos anos.

O encontro trouxe como temas gestão de pessoas, inclusão e visibilidade da ANEC-PR/Campanha da Fraternidade 2017. A reunião foi a terceira realizada no segundo semestre deste ano e contou com três grupos de trabalho, formados por educadores dos colégios católicos de Curitiba.

Para o membro do Conselho Consultivo da ANEC e educador do Grupo Marista, Ir. Vanderlei Siqueira Santos, o encontro é importante por possibilitar a troca de experiências por meio de uma agenda social e comum. “Nós precisamos nos unir e nos fortalecer para que consigamos dar uma resposta significativa a esses temas”, destaca.

Na visão do Diretor Administrativo do Colégio Medianeira e participante do GT de gestão de pessoas, Gilberto Vieira, o diálogo possibilita visualizar o cenário através de novas perspectivas. Vieira comenta também sobre a importância de se debater a formação de professores e de profissionais administrativos. Para o diretor, essa é uma oportunidade de valorizar o “principal capital, que são as pessoas” e incentivar a qualificação dos educadores.

Inclusão nas escolas

A Deliberação do Conselho Estadual de Educação sobre as Normas para a Modalidade Educação Especial no Sistema Estadual de Ensino no Paraná também foi pauta do encontro, gerando dúvidas e indeterminações em relação aos processos e à aplicabilidade da Deliberação. Segundo a Gerente Pedagógica do Grupo Bom Jesus e coordenadora do GT de inclusão, Giselli Hümmelgén, a união dos colégios revela situações similares e caminhos que podem ser trilhados em comum acordo.

Para o Colégio Medianeira e para a Rede Jesuíta de Educação (RJE) o tema se revela uma grande oportunidade. O Projeto Educativo Comum (PEC), da RJE, n. 49, reflete sobre a necessidade de fazer da educação inclusiva uma realidade. “Uma escola inclusiva oferece não apenas recursos especializados, mas também um espaço que valoriza a diversidade, no qual se experimentam as vantagens de um ensino e de uma aprendizagem cooperativos, em todos ajudam e são ajudados”, explica o texto.

Fonte: Assessoria de Comunicação Colégio Medianeira

Fotos: Paulinha Kozlowski/Colégio Medianeira

Mais notícias