Com mais de 450 idosos atendidos para o ano de 2021, o Centro Social Padre Arrupe retomou suas atividades no último mês de janeiro. Por conta da pandemia da Covid-19, pensando na segurança e na saúde de todos, a instituição jesuíta seguirá oferecendo suas oficinas de maneira remota, com encontros virtuais transmitidos pela plataforma online Zoom.

Oficinas acontecem via ferramenta Zoom.

Ao todo, são 10 oficinas a disposição dos idosos inscritos no Centro:

– Alimentação saudável
– Artesanato
– Atividades físicas diversificadas (voltadas à melhoria do condicionamento muscular e cardiorrespiratório)
– Canto em coral
– Dança
– Memórias de Vida (para que os idosos compreendam suas vivências e seus valores)
– Oficina da beleza
– Oficina da voz
– Pilates
– Terapia Ocupacional

Idosos realizam atividades de forma remota.

Para 2021, o Centro Social Padre Arrupe prepara uma série de novidades. “Faremos encontros virtuais com as famílias dos idosos, iremos ampliar o teleatendimento nutricional e de fisioterapia, em parceria com a Universidade Estadual do Piauí, além de realizar uma busca ativa àqueles idosos que não estão participando das atividades virtuais”, diz Patrício Guilherme, coordenador geral do Centro. Ele destaca que “por se tratar do Ano Inaciano, estamos focando as temáticas das celebrações eucarísticas na vida de Santo Inácio de Loyola”. Pelo canal oficial do YouTube (youtube.com/CentroSocialPadreArrupeOficial), serão realizadas oficinas de atividades físicas abertas ao público em geral, além de lives em locais conhecidos de Teresina, como forma de identificar os idosos com a capital piauiense.

Segundo Patrício, são muitos os desafios para o ano que está começando, mas o Centro seguirá realizando um trabalho voltado à excelência no atendimento, com foco principal no bem-estar dos idosos. “Para 2021, manteremos a realização das atividades de forma virtual, elaborando atividades que sejam atrativas aos nossos usuários. Nós sabemos da importância das atividades presenciais e, estamos encontrando maneiras para garantir um retorno seguro, de forma gradativa e que envolva de forma direta os órgãos de proteção à saúde. Tudo pensando em levar as ações e os projetos do Centro para novos horizontes”, destaca.

Profissionais do Centro vêm adotando medidas de proteção ao trabalharem no local.

Fonte: Assessoria de Comunicação ASAV

Fotos: Arquivo CSPA

Mais notícias

Dia Internacional do Migrante: famílias venezuelanas se preparam para viagem amanhã, sábado (19), ao Rio Grande do Sul já com emprego garantido

dezembro 18th, 2020|0 Comments

Celebração pelo Dia Internacional do Migrante coincide com a acolhida de 71 venezuelanos que serão interiorizados com carteira assinada na serra gaúcha  Este 18 de dezembro, Dia Internacional do Migrante, é especial para um grupo de 71 venezuelanos: é o [...]