Na última sexta-feira (26/6), o Centro de Cidadania e Ação Social da Unisinos (CCIAS) realizou a formatura de seis turmas do projeto Eu-cidadão, que busca, por meio de oficinas de inclusão digital, uma maior inserção junto à sociedade de indivíduos em situações de vulnerabilidade ou de riscos sociais. Ao todo, 65 formandos, de diferentes faixas etárias, participaram da solenidade.

A noite de cerimônia teve início ao som dos violinos dos alunos do projeto Vida com Arte. Os certificados foram entregues pelos próprios ministrantes das turmas, estes alunos da Unisinos ou funcionários voluntários das empresas SAP e HCL. “O objetivo do Eu-cidadão é a inclusão digital do público em situação de vulnerabilidade social, que muitas vezes não tem a oportunidade de estar recebendo uma oficina como esta gratuitamente”, destacou a coordenadora do Eu-cidadão, Janaína Tenn-Pass.

Aluna do projeto, Laura Marques, de 11 anos, salientou que adquiriu muito conhecimento no decorrer das aulas. “Eu posso dizer que aprendi muita coisa, mais do que se eu tivesse ficado em casa mexendo no computador”, diz. Já Maria Teresinha de Freitas, de 62 anos, conta que aprendeu a lidar com diversas das funcionalidades dos computadores. “Antes eu não sabia ligar o computador, e agora aprendi a usar a internet, a pesquisar no Google e escrever um texto”, comenta.

A cerimônia de entrega do diploma reforçou o impacto social do projeto, que visa agregar o conhecimento e desenvolver o capital intelectual, colaborando para a evolução social, cultural e econômica de cada indivíduo.  Ao final do evento, o coordenador do CCIAS, P. Idinei Zen, falou sobre a importância desse projeto. “O Eu-cidadão oportuniza este trabalho de inclusão diante da sociedade para que vocês possam viver com dignidade”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unisinos

Fotos: Divulgação/Unisinos