O novo formato, com foco na intuitividade e na responsividade, permite mais facilidade nos contatos

A Associação Antônio Vieira (ASAV) lançou seu novo site, nessa quinta-feira (1º/10), em evento interno para os colaboradores da sede da instituição, em Porto Alegre. Ao acessar www.asav.org.br, o usuário perceberá um site mais moderno, interativo e com a possibilidade de navegação bastante amigável também em dispositivos móveis.

O novo portal da mantenedora de 23 obras nas áreas educacional, de ação social e de espiritualidade, foi desenvolvido visando trazer mais transparência quanto aos campos de atuação, bem como maior proximidade junto ao trabalho de instituições ligadas à ASAV, como a Unisinos (São Leopoldo) e os colégios Anchieta (Porto Alegre), Catarinense (Florianópolis) e Medianeira (Curitiba). Outra novidade é a inclusão da mais recente obra, a Escola Materno Infantil P. Pedro Arrupe (EMIPA), de Teresina, entidade filantrópica que atende crianças em situação de vulnerabilidade social.

A presença da Companhia de Jesus na educação fica marcada no desenvolvimento de um mapa, na página inicial do site, que apresenta a localização das instituições de ensino jesuítas trazendo a dimensão do trabalho da Ordem dentro e fora do Brasil. Além disso, o novo portal conta com integração junto a um maior número de redes sociais, incluindo Facebook, Twitter, Flickr, YouTube e LinkedIn.

A coordenadora de comunicação e marketing da ASAV, Ana Claudia Klein, destaca a importância de um trabalho desta natureza ter sido realizado totalmente pela equipe de Tecnologia de Informação, juntamente com os profissionais das obras, num grande envolvimento de diferentes segmentos. “O projeto de renovação dos sites das instituições vinculadas à ASAV começou com o Colégio Medianeira, de Curitiba; agora concluímos o site da ASAV e estamos com o site do Colégio Catarinense em produção; em breve daremos início ao do Anchieta. Este trabalho é 100% interno, produzido pelos nossos profissionais atuando à distância, em uma produtiva articulação entre as obras e a mantenedora”, diz.

Ana Klein ainda salienta o processo de escuta dos diferentes públicos dos colégios e da ASAV, iniciado em 2014, para que o resultado pudesse atender às expectativas da maioria.

Fonte: Assessoria de Comunicação ASAV

Foto: Matheus Kiesling